• Baratas

    Elas sobreviveram aos dinossauros, relatos da antiguidade já falavam sobre elas, daquelas que vivem no escuro. Durante grandes navegações chegavam a dominar navios inteiros, não se incomodaram com a guerra do vietnã e nem com a guerra do golfo, onde acreditamos que em caso de guerra nuclear provavelmente sobreviveram.

  • As baratas são insetos da ordem de Orthoptera, são parentes próximos, de gafanhotos, grilos e louva-deus, em todo o mundo existem cercas de 4.000 espécies de baratas, onde apenas algumas espécies ocupam o mesmo espaço que o homem, aqui no Brasil, as espécies mais comuns são a Bratella Germânica e Piliplaneta Americana.

  • Essas pragas urbanas trazem diversos prejuízos para os seres humanos, já foram encontrados a derivos ao seu corpo, os agentes causadores como colera, lepra, poliomelite, pneumonia, conjuntivites, gangrenas gasosas, infecções urinárias, infecções de pele, epatite B, toxicoplasmose, e muitas outras.

  • Além disso as baratas podem contaminar alimentos, danificar instalações, computadores e até mesmo obras de artes, imaginam o prejuízo que elas podem causar quando infestam uma indústria de alimentos, depósitos ou estabelecimento comercial.

  • Como todos os insetos, as baratas possuem um par de antenas que são seus orgãos sensoriais e olhos que detectam variação na luminosidade e movimento, seu corpo é protegido por uma camada externa chamada de exo-esqueleto que dá sustentação e provoca o famoso CREK quando pisamos nela.

  • Provida de um aparelho bucal raspador, as baratas se alimentam de líquidos ou sólidos, de origem vegetal ou animal, elas podem sobreviver ingerindo materiais de baixissímo valor nutritivo como ex. papel, sabão, cola, etc.

  • As baratas nascem a partir de um ovo, da qual já sai com aparência e um modo de vida semelhante a de um adulto, nesse estágio ela é chamada de ninfa. A barata mãe, carregará consigo os ovos até o momento da eclosão, ou seja os ovos estarão protegidos contra seus próprios predadores, os ovos são depósitados numa quantia de 16 a 50 chamados de ootecas. Dependendo das condições de alimentos, clima e abrigo elas demorarão de 53 a 215 dias para atingir a fase adulta, quando as condições de vidas, como exemplos áreas onde tem muito volume de alimentos, as ootecas eplodem no próprio local. Na fase adulta ela atinge até 100 e 200 dias, depois de adultas formaram casais para acasalar, sua ovulação ocorrem normalmente em fendas e rachaduras, onde passam 75% dos seus dias.

  • Elas vivem e reproduzem somente com a procura de ambientes onde tenham constantemente Água, Alimento e Abrigo, alguns dos locais mais comuns são depósitos, motores de bebedouros, caixas de inspeção, caixas de Luz, etc... Lembramos que esse mesmo insetos pode ficar em até 15 dias sem comer ou beber, por issso se tiver qualquer chance ela sobriverá, e é por esse e outros motivos a necessidade de um total CONTROLE e MANEJO amplo será eficaz no combate desta praga.

 

Voltar














Technic

Controle de Vetores e Pragas Urbanas

FACEBOOK

INSTAGRAM

GOOGLE+

TWITTER

Technic Control © 2015 Todos os direitos reservaodos   |

SWN Informática   |